Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
4/07/24 às 15h43 - Atualizado em 4/07/24 às 15h51

Reajuste linear dos servidores sairá na folha de julho

 

Aumento de 6% é referente à segunda parcela negociada em 2023 e atinge cerca de 200 mil servidores

 

 

A segunda parcela do reajuste para servidores do Governo do Distrito Federal (GDF) será concedida a partir da folha de pagamento de julho. O aumento de 6% atinge cerca de 200 mil servidores, ativos, aposentados e pensionistas da administração direta, autárquica e fundacional do Distrito Federal, com exceção dos profissionais da carreira da Polícia Militar, da Polícia Civil e do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal. O impacto nas contas públicas está estimado em mais de R$ 2,6 bilhões.

 

O compromisso do GDF é de reajustar em 18% os salários em três parcelas de 6%. A primeira foi paga na folha de julho de 2023 e a última está prevista para o mesmo mês do próximo ano. “Estamos trabalhando para liberar todos os contracheques até 30 de julho para que o funcionalismo possa fazer a consulta. Agora, o depósito dos salários reajustados segue o cronograma de pagamento de cada órgão. Ou seja, na data que os servidores já estão acostumados a receber”, explica o subsecretário de Gestão de Pessoas, Ricardo Trigueiro.

 

O secretário de Economia, Ney Ferraz, contabiliza o impacto do aumento linear na folha. “Quando o governo concluir o pagamento das três parcelas, serão mais de R$ 8 bilhões empreendidos nesse reajuste. Pagaremos todo o prometido, diferente do que fizeram no passado. Esta gestão está oferecendo o aumento com segurança financeira, orçamentária e jurídica. Está tudo em lei e estamos cumprindo conforme determinação do governador Ibaneis”, completa.

 

Segundo Ney Ferraz, a valorização do servidor tem sido prioridade desde os primeiros dias de governo. “Pagamos a terceira parcela do reajuste do governo Agnelo, criamos um plano de saúde, aumentamos o auxílio alimentação em mais de 50%, nomeamos mais de 20 mil concursados, pagamos o reajuste de 18% das forças policiais. Agora, o governador vai sancionar a lei que cria um benefício odontológico para o servidor e seus dependentes. Nenhum outro governo fez o que Ibaneis tem feito pelo funcionalismo do DF”.

 

Histórico

 

Para a aprovação do reajuste salarial dos servidores, foram realizados estudos pela equipe técnica da Secretaria de Estado de Economia do Distrito Federal (Seec). Com a confirmação da disponibilidade orçamentária e financeira para a concretização dos ajustes sem descumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), o governador Ibaneis Rocha enviou o projeto de lei para a aprovação da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), onde foi votado e aprovado. A publicação no Diário Oficial do Distrito Federal ocorreu em maio de 2023.

 

A atual gestão tem atuado para fortalecer a administração pública. Além do reajuste salarial pago agora, as categorias ganharam: um plano de saúde (GDF Saúde); o reajuste de cerca de 60% do tíquete alimentação (de R$ 394,50 para R$ 640); e a oferta de cursos de capacitação pela Escola de Governo do Distrito Federal (Egov). Também ocorreram mais de 28 mil nomeações de servidores de diversas áreas desde 2019.

 

Além disso, houve, por exemplo, a inauguração do Berçário Buriti, voltado para o atendimento de bebês de seis a 24 meses de servidoras públicas do Distrito Federal; e da Academia Buriti, com a oferta gratuita de diversas modalidades esportivas. Foi criado, ainda, o Espaço Qualidade de Vida, destinado aos servidores, no Palácio do Buriti.

Governo do Distrito Federal