Governo do Distrito Federal
18/05/22 às 13h54 - Atualizado em 23/05/22 às 11h26

Processo seletivo para mais 60 vagas na Escola Superior de Gestão

Inscrições de 26 de maio a 7 de junho para os cursos de Tecnologia da Informação e de Tecnologia em Gestão Pública

 

Se você é servidor público efetivo e ainda não tem o curso superior, sua chance de conquistar o título de graduação pode ser agora. A Escola Superior de Gestão (ESG) abriu dois processos seletivos para oferecer 60 vagas no próximo semestre. Os cursos disponíveis são o de Tecnologia em Gestão Pública e, a grande novidade, o de Tecnologia em Gestão da Tecnologia da Informação.

 

As inscrições podem ser feitas no site da ESG entre os dias 26 de maio e 7 de junho, sem qualquer taxa.

 

Para participar da seleção, o servidor precisa ser estável, estar em exercício e pertencer a uma das carreiras da administração. Para inscrição, o comitê de avaliação exige a proposta de intenção (redação presencial), o histórico escolar, comprovante de atuação do setor atual e o contracheque.

 

A diretora da ESG, Juliana Tolentino, explica que essa é uma oportunidade que o Governo do Distrito Federal (GDF) está oferecendo para aqueles que não tiveram a chance de seguir com os estudos superiores, principalmente por falta de recursos financeiros. “E para o GDF isso é fundamental, porque é um investimento que virá replicado em servidores mais bem preparados para atender o cidadão”, completa.

 

Segundo a diretora, todo o processo seletivo será publicado no site do órgão, com total transparência. “Os candidatos poderão acompanhar tudo por lá, inclusive apresentar recursos, caso haja algum questionamento”, diz, informando que no dia 20 de junho será divulgado o resultado preliminar.

 

Parceria

A oferta do curso superior de Tecnologia em Gestão Pública é uma parceria entre a ESG com a Universidade do Distrito Federal Professor Jorge Amaury Maia Nunes (UnDF). “Esses cursos são um marco para o DF e evidenciam a prioridade do governo local em expandir a política de educação superior pública gratuita e a formação dos servidores”, explica a reitora pro tempore da UnDF, Simone Benck.

 

De acordo com os editais, publicados no Diário Oficial (clique aqui e confira as páginas 28 a 35), os certames vão garantir o atendimento às legislações que tratam das cotas. As regras atentam para a distribuição de 20% do total de vagas para pessoas negras; 40% para servidores que concluíram o ensino médio na rede pública de ensino; e 20% para pessoas com deficiência.

 

No cronograma estabelecido, após a divulgação dos selecionados e os prazos de recursos, a nova turma está prevista para iniciar as aulas presenciais no dia 20 de julho.

 

Governo do Distrito Federal