Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/08/21 às 15h23 - Atualizado em 18/08/21 às 15h23

Motoristas de turismo recebem primeira parcela de benefício

COMPARTILHAR

Proprietários de veículos destinados ao transporte para turismo receberão auxílio financeiro para minimizar os prejuízos causados pela pandemia. A lei prevê o pagamento de três parcelas consecutivas no valor de R$ 600 cada uma. A primeira delas será paga nesta quarta-feira (18).

 

O auxílio ao segmento faz parte do Pró-Economia – Etapa I, um pacote de 20 ações de apoio ao setor produtivo em razão do impacto causado pela pandemia da covid-19, lançado em maio pelo governador Ibaneis Rocha. Uma dessas ações é  o programa Mobilidade Cidadã, do qual o benefício é parte.

 

Parceria entre as Secretarias de Desenvolvimento Social (Sedes); de Economia; de Turismo (Setur) e de Transporte e Mobilidade (Semob) possibilitou o auxílio. O BRB é o agente financeiro do Mobilidade Cidadã, que nesta fase atenderá 227 beneficiários. Serão aplicados mais de R$ 400 mil na economia do Distrito Federal.

 

Para receber o auxílio, é requisito constar no Cadastro de Permissionários/Concessionários da Semob, com data de 31/01/2020. Também é necessário que o profissional esteja registrado, na mesma data, junto ao Departamento de Trânsito (Detran/DF), na categoria de transporte turismo.

 

Os motoristas que já possuem o cartão do programa, por terem participado da primeira fase do Mobilidade Cidadã em 2020, receberão o crédito automaticamente. Em situações de extravio de cartão, uma segunda via poderá ser solicitada em uma das agências BRB.

 

Segundo o secretário de Economia, André Clemente, além da importância social do auxílio, especialmente em um momento de crise sanitária, o benefício servirá como impulso para o aquecimento dos comércios locais. “É um benefício não só para os motoristas do setor de turismo, mas para pequenas e grandes empresas que também serão beneficiadas”, destacou Clemente.

 

O novo auxílio faz parte do programa Mobilidade Cidadã, implementado pelo GDF em 2020, e que beneficiou mais de 3,2 mil motoristas de transporte escolar e de turismo. Ao todo, o investimento feito pelo governo local foi de aproximadamente R$ 10 milhões.