Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/04/22 às 16h19 - Atualizado em 20/04/22 às 11h14

Central 156 agora tem atendimento em Libras

Ação inclusiva é pioneira em serviços públicos do GDF e dá autonomia à população surda e com dificuldade de audição

 

A Central de Atendimento online 156 do Governo do Distrito Federal (GDF) agora conta com serviço também em Língua Brasileira de Sinais (Libras). A ação inclusiva tem o objetivo de garantir aos surdos e pessoas com deficiência auditiva o acesso à informação e aos serviços públicos prestados por diversos órgãos governamentais. O lançamento ocorreu no final da manhã desta segunda-feira (4), no Palácio do Buriti.

 

Cerca de 100 mil habitantes do Distrito Federal possuem deficiência auditiva. Desses, mais de 25 mil têm a deficiência auditiva severa e utilizam a língua de sinais como meio de comunicação. A essa parcela da população estarão disponíveis os serviços de 18 secretarias – entre elas Economia, Saúde e Educação, além de órgãos como a Ouvidoria e a Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab).

 

Para acessar o serviço, será necessário realizar uma videochamada por celular ou computador com webcam, por meio de um ícone com o desenho de duas mãos em movimento, disponível no canto superior direito nos sites do governo que possuem atendimento na Central 156.

 

 

A ligação será atendida por um intérprete de Libras especialmente treinado para responder às questões e traduzir a informação solicitada. “Pode parecer algo simples e pequeno para quem não tem essa necessidade, mas é fundamental para que esse segmento seja incluído na sociedade”, afirmou o secretário da Pessoa com Deficiência, Flávio Santos.

 

O governador Ibaneis Rocha lembrou que sua gestão tem investido cada vez mais na acessibilidade de pessoas com deficiência, seja ao criar a primeira secretaria voltada a essa população, seja em comunicação com o atendimento em Libras e até em mobilidade.

 

“Estabelecemos um grande projeto de recuperação da nossa cidade que começou com a W3 Sul, segue na Avenida Hélio Prates e, agora, com a exigência de que todos os processos de regularização têm que vir com a ambientação para pessoas com deficiência”, disse ele.

 

A medida foi implementada pela Secretaria de Economia, por meio das secretarias executivas de Valorização e Qualidade de Vida e de Gestão Administrativa, com apoio das secretarias de Desenvolvimento Social e da Pessoa com Deficiência. “É um ganho transversal de várias pastas do governo”, declarou o secretário de Economia, Itamar Feitosa.

 

Atualmente, a Central 156 conta com 180 atendentes para o público geral, além de seis em Libras. O número foi calculado após estudo para atender a demanda da população surda ou com deficiência auditiva. O serviço ficará disponível de segunda a sexta-feira, das 7h às 21h.

 

“Ações como essa e o DF Acessível, que transporta em uma van pessoas com deficiência a consultas e audiências públicas, transformam vidas”, destacou o deputado distrital Iolando Almeida. “É ter independência, autonomia e sigilo para tratar de questões do próprio interesse, sem precisar de alguém para isso”, completou a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha.

 

Os canais do governo

A Central de Atendimento ao Cidadão do Distrito Federal, Central 156, é um canal de comunicação gratuito entre o governo e a população. Por telefone, seja fixo ou móvel, é possível obter informações, orientações e serviços prestados pelo GDF.

 

O serviço, implementado no governo em 1984, funciona com uma base de conhecimento de cada órgão por meio dos canais 156, 160, 162 e 151 – todos coordenados pela Secretaria de Economia.

 

São oito opções de atendimento no telefone 156 com serviços distintos como recadastramento do Bolsa Família, telematrícula e DF Alfabetizado, IPTU e IPVA, horários de ônibus, habitação, combate à violência contra a mulher, disque-racismo, disque-idoso e outras informações sobre o Governo do DF.

 

Já o Canal 160 disponibiliza cinco opções de atendimento com serviços distintos, como informações da Secretaria de Saúde, agendamento para doação de sangue (Hemocentro), doação de leite materno e agendamento para Farmácia de Componente Especializado – Farmácia de Alto Custo.

 

O Canal 162 disponibiliza duas opções de atendimento com serviços de Ouvidoria: registro de reclamação, elogio, sugestão, solicitação ou denúncia. O 151 oferece serviços do Instituto de Defesa do Consumidor (Procon).

 

CLIQUE ABAIXO E CONFIRA NOSSA GALERIA DE FOTOS

04.04.2022 - Lançamento da Central 156 em Libras

Governo do Distrito Federal