Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/04/20 às 1h00 - Atualizado em 21/09/20 às 18h03

Relatórios da LRF

 

A Lei Complementar nº 101/2000 (LRF), estabelece normas de finanças públicas voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal, editada com fundamento no artigo 165 da Constituição Federal. Citada lei tem como objetivo aprimorar a gestão dos recursos públicos, mediante ações planejadas, visando o equilíbrio das contas públicas.

 

Para avaliação desse equilíbrio são estabelecidas metas de resultados entre receitas e despesas, limites de gastos com pessoal, dívida consolidada, inscrição em restos a pagar, concessão de garantias e contra garantias de operações de crédito, dentre outras.

 

A LRF objetiva também dar maior transparência das contas públicas, em especial, as instituições e a sociedade de modo geral, como maneira de prevenir riscos e corrigir desvios que possam afetar o equilíbrio fiscal do Ente.

 

Nesse sentido, para que a sociedade civil, assim como os órgãos de controle possam acompanhar e analisar o desempenho da execução orçamentária e financeira, bem como os limites impostos pela LRF foi que se estabeleceu a obrigatoriedade dos Entes publicarem oficialmente, inclusive em meios eletrônicos de fácil acesso público,  o Relatório Resumido da Execução Orçamentária (RREO), bimestralmente, assim como o Relatório de Gestão Fiscal (RGF), quadrimestralmente, sempre no prazo de até 30 (trinta) dias após o encerramento de cada período especificado.

 

Os limites de gastos são definidos em percentuais da Receita Corrente Líquida (RCL) que é apurada em demonstrativo próprio elaborado e publicado pela Secretaria de Estado de Economia do DF (SEEC).

 

Ao final de cada exercício a LRF ainda exige a publicação de demonstrativos que evidenciem as Disponibilidades de Caixa e a Inscrição de Restos a Pagar.

 

ATENÇÃO: É possível que para fazer download dos arquivos desta página seja necessário acessá-la através de um desktop!

 

o Relatório de Gestão Fiscal (RGF) permite que a sociedade e os órgãos de controle acompanhem e monitorem o cumprimento dos limites definidos na LRF para realização de despesas com pessoal, dívida consolidada líquida, concessão de garantias e contra garantias de operações de crédito. Todos esses limites são definidos em percentuais da Receita Corrente Líquida (RCL).

 

O RGF é publicado pelo Poder Executivo em até 30 (trinta) dias após o encerramento de cada quadrimestre, com base no artigo 165 da CF e nos artigos 54 e 55 da LRF.

 

A LRF também exige que o Ente publique ainda, ao final de cada exercício, o Demonstrativo de Disponibilidade de Caixa e o de Inscrição de Restos a Pagar.

 

Relatório de Gestão Fiscal – 2020

Relatório de Gestão Fiscal – 2019

Relatório de Gestão Fiscal – 2018

Relatório de Gestão Fiscal – 2017

Relatório de Gestão Fiscal – 2016

Relatório de Gestão Fiscal – 2015

Relatório de Gestão Fiscal – 2014

Relatório de Gestão Fiscal – 2013

Relatório de Gestão Fiscal – 2012

Relatório de Gestão Fiscal – 2011

Relatório de Gestão Fiscal – 2010

Relatório de Gestão Fiscal – 2009

Relatório de Gestão Fiscal – 2008

Relatório de Gestão Fiscal – 2007

Relatório de Gestão Fiscal – 2006

Relatório de Gestão Fiscal – 2005

Relatório de Gestão Fiscal – 2004

Relatório de Gestão Fiscal – 2003

Relatório de Gestão Fiscal – 2002

Relatório de Gestão Fiscal – 2001

Relatório de Gestão Fiscal – 2000

O Relatório Resumido da Execução Orçamentária (RREO) tem por finalidade evidenciar a situação fiscal do Ente (DF) – receita e despesa -, exigido pela Constituição Federal e pela LRF, elaborado bimestralmente, cujo normativo define sua estrutura, compreendendo o Balanço Orçamentário, Despesas Orçamentárias por Função e Subfunção, Receita Corrente Líquida, Resultados dos Regimes Próprio e Geral de Previdência Social (RPPS e RGPS), resultados Primário e Nominal, cumprimento dos  limites  mínimos constitucionais com Saúde e Educação e Execução dos Restos a Pagar inscritos no exercício anterior.

 

Além disso, a LRF exige ainda que o RREO inclua também o Demonstrativo do Superávit financeiro apurado no Balanço Patrimonial por destinação de recursos, cuja informação fundamenta a abertura de créditos adicionais.

 

O RREO permite aos órgãos de controle interno e externo acompanhar e analisar o desempenho das ações governamentais.

 

Todos os demonstrativos do RREO – 2020

Todos os demonstrativos do RREO – 2019

Todos os demonstrativos do RREO – 2018

Todos os demonstrativos do RREO – 2017

Todos os demonstrativos do RREO – 2016

Todos os demonstrativos do RREO – 2015

Todos os demonstrativos do RREO – 2014

Todos os demonstrativos do RREO – 2013

Todos os demonstrativos do RREO – 2012

Todos os demonstrativos do RREO – 2011

Todos os demonstrativos do RREO – 2010

Todos os demonstrativos do RREO – 2009

Todos os demonstrativos do RREO – 2008

Todos os demonstrativos do RREO – 2007

Todos os demonstrativos do RREO – 2006

Todos os demonstrativos do RREO – 2005

Todos os demonstrativos do RREO – 2004

Todos os demonstrativos do RREO – 2003

Todos os demonstrativos do RREO – 2002

Todos os demonstrativos do RREO – 2001

Todos os demonstrativos do RREO – 2000

 

A Receita Corrente Líquida (RCL) é apurada em demonstrativo próprio, elaborado e publicado pela Secretaria de Estado de Economia do DF (SEEC).

 

A RCL é utilizada para apuração dos limites de gastos definidos na LRF, principalmente no RGF, como de gastos com pessoal, dívida consolidada, operações de crédito, Parceria Público-Privada (PPP), além de servir como referência para o repasse de recursos ao judiciário (TJDFT), a fim de efetuar o pagamento de precatórios, os quais tem o GDF como devedor.

 

Receita Corrente Líquida – 2020

Receita Corrente Líquida – 2019

Receita Corrente Líquida – 2018

Receita Corrente Líquida – 2017

Receita Corrente Líquida – 2016

Receita Corrente Líquida – 2014

Receita Corrente Líquida – 2013

Receita Corrente Líquida – 2012

Receita Corrente Líquida – 2011

Receita Corrente Líquida – 2010

Receita Corrente Líquida – 2009

Receita Corrente Líquida – 2008

Receita Corrente Líquida – 2007

Receita Corrente Líquida – 2006

Receita Corrente Líquida – 2005

Receita Corrente Líquida – 2004